PERFUME GABRIELLE CHANEL PARIS

05 outubro 2017


Para muitos foi um acerto da casa Chanel, este perfume Gabrielle.

  • Perfume feito para agradar a todos?
  • Ou um perfume com opiniões distintas?

Vou na segunda alternativa.
Um cheiro forte na saída, passando  por uma evolução "fantástica" no sentido real da cousa.
Mesmo assim, esta evolução me incomoda(um pouco).
Aos poucos esta evolução,consegue acalmar sobre a sua pele e mostrar quem é ela.
Porque ela veio e o que te oferece.
Daí sim, você entenderá o que é o Perfume Gabrielle.
Vamos começar nas fotos, pela simplicidade da caixa:




Partindo agora, para o cheiro em sí (acho que vou conseguir passar algo).
As notas que irei citar, vocês já sabem:
São as minhas impressões.
Não acho que abre com floral.
Mesmo antes de ir no "pai dos burros", o Fragrantica e outros sites, eu senti de verdade um limão  forte.
Cheiro este, que me deixou familiarizada na hora que o provei.




Estou quase 48hs(repondo o perfume sempre) com este cheiro no punho.
"Lembra bastante, outro cheiro" na sua saída.
O Jour d'Hermes...
Sim, esta toranja(nota) que sobressai  desde o começo, até a ultima evolução, é a mesma do perfume de Hermès com um toque distinto(lógico).
Na primeira hora que coloquei este perfume, encontrei o Hermès dentro.
Fiquei calada(em silêncio), vindo a compartir esta opinião, apenas com um amigo( não é do meio).
E o mesmo na hora exclamou: " Isso mesmo Lelê,lembra mesmo".
O Hermès é nitida e forte a todo momento a Toronja.
Já o Perfume Gabrielle, "abre" espaços à outras notas que não sei especificá-las(falar por miúdos)rsrsrs.
Não encontro outro perfume, que eu posso comparar o Gabrielle além do citado.
Pero, entendo, quando o classificam como se fuera o J'adore.
Elegantes são eles(os dois, seguem a mesma linha de elegância).
Não é um Perfume Chance com o seu patchuli chamativo(minha pele), tampouco o nosso Mademoiselle (famoso)... 
Mesmo assim, consegue te "chamar" : "Hey, sente-me, estou aqui"...
Discreto depois de um tempo, este é ele.
Mesmo sendo discreto, a toranja está dentro de toda evolução.


Deixo claro que para minha pessoa, é um perfume com cheiro de perfume.
Mesmo com essa saída cítrica, ele evolui à algo elegante.
Algo que pode ser usável todo o ano, é distinto de ser algo veraneio.
Existem perfumes específicos para o verão.

OBSERVAÇÃO:

Ninguém é obrigado a seguir normas de modas(quando assunto é perfume).
A moda vai passar ( já verás)...
Orkut passou, MSN passou, etc...passaram...
Tudo passa.
E essa modinha, irá passar.
Eu tenho, tu tens, todos nós teremos...
Breve tudo voltará ao normal(quando assunto, são os perfumes).

Voltando ao Perfume Gabrielle...
Se você compreender  o cheiro em si, e esquecer a moda de notas, este perfume poderá ser a sua identidade em perfume.
Foque apenas no cheiro do mesmo.
É bom ou ótimo?
Para quem ama será ótimo.
É um perfume usável e poderá ser compartilhado.
Diferente?
Dentro do que ele oferece, sim.
Pois mesmo lembrando a toranja do Hermès, ele segue o seu "ritmo".
É um Perfume Chanel, guardando toda a sua identidade.
Uso diário?
Se queres, sim.
Estações que posso usar?
Janeiro a Janeiro.
Para a minha pessoa, ele é apenas BOM....
Voltaria a comprar?
Quem sabe 😕?
Se arrependeu?
Jamais, amo cheiros 😍.
Me indica fazer uma compra no "escuro"?
Não.


OBSERVAÇÃO:

Todas as impressões deste post(escrita), foram de autoria do BLOG DEPOIS DOS 40S(@ )
Antes de copiar e colar nas suas resenhas de facebook, deixem os meus direitos autorais.
Obrigada.

Essas são as minhas impressões.
Espero que tenham gostado e entendido.
Até o próximo post.



Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Maravilhosa resenha, amiga Lelê! Eu sou absolutamente decepcionada com a casa Chanel... Só o chance e o 5 aparecem um pouquinho sobre a minha pele de jacaré... Se esse e discreto, em mim vai ser leve como lavanda Johnson, então tô fora! Beijos!!!

    ResponderExcluir

©COPYRIGHT 2013/2016 Depois dos 40's - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo